TIC@Portugal’18 – 6 de julho

Decorreu na passada sexta feira, 6 de julho, em Monte de Caparica, Loulé, Penafiel, Bragança, Lamego, Coimbra, Santarém e Setúbal, a 6.ª edição do Encontro de Professores sobre a utilização educativa das TIC, TIC@Portugal’18, este ano dedicado ao tema “Das Aprendizagens Essenciais ao Perfil dos Alunos: as TIC e o Currículo”.”

Na sessão de abertura tivemos a presença do Presidente da Câmara Municipal de Loulé, Vítor Aleixo, do Diretor-Geral da Educação, José Vítor Pedroso, do Delegado Regional de Educação do Algarve, Francisco Marques, do Diretor da Escola Secundária de Loulé, Alexandre Costa, e do Presidente e Vice-Presidente da EDUCOM.

A sessão plenária, transmitida, à semelhança da sessão de abertura, por videoconferência para todos os oito polos do TIC@Portugal’18 foi da responsabilidade da Subdiretora-Geral da Educação, Maria João Horta que dedicou a sua intervenção ao tema do Encontro. Houve ainda um painel dedicado às “Aprendizagens essenciais e as TIC”, com a presença e João Carlos Sousa (DGE), Fernanda Ledesma (ANPRI) e João Correia de Freitas (EDUCOM).

Contámos com c. 600 participantes nos oito polos do Encontro organizados pelo CCTIC Educom – Monte de Caparica, pelo CCTIC Educom – Loulé, pelo CCTIC Univ. Minho – Penafiel, pelo CCTIC IPB ESE Bragança, pelo CCTIC Softciências – Coimbra, pelo CCTIC Univ. Aveiro – Lamego, pelo CCTIC ESE IPSetúbal, e pelo CCTIC ESE IPSantarém.

Foram apresentadas mais de 70 comunicações e dinamizadas c. 40 sessões práticas com partilha de projetos, experiências e experimentação de recursos digitais. A participação dos professores e educadores correspondeu em pleno ao esperado e revela uma aposta ganha na criação de espaços e momentos de partilha que permitam aos docentes integrar cada vez mais e melhor os recursos digitais à sua disposição nas suas escolas e nas plataformas digitais dedicadas ao ensino.

Na sessão final do TIC@Portugal’18, foi feito um balanço do Encontro com todos os CCTIC organizadores, demonstrando, mais uma vez, o dinamismo e interesse dos docentes nesta iniciativa.

O balanço final é muito positivo e incentiva-nos a continuar a promover esta iniciativa, pelo que ansiamos, desde já, pela sétima edição do Encontro em 2019.